domingo, 17 de janeiro de 2010

Os 4 filhos

No leito do hospital, liberada da UTI há menos de 24hs, fraquinha, respirando com dificuldade ela percebe os 4 filhos reunidos. Quero muito que tenha tido essa percepção, mesmo sem emitir um som diferenciado que não seja seus curtos gemidos, nem fazer um gesto com a mão caída sobre o colchão e inerte. Os meninos repetem o que os medicos falaram, as meninas rezam baixinho. Saem juntos os 4 irmãos para a pizza. Riem, conversam, declaram amor, lagrimas, discussão, raivas escondidas e declaradas, perdão, apaziguamentos. Na madrugada o telefone toca e avisa : ela voltou para UTI. Há poucos minutos mais um telefonema : ela se foi.
Ficam so os 4 irmãos com sua historia e muito a frente. Descanse em paz.
Léa Penteado Enviado do meu Blackberry

5 comentários:

  1. Bela história de vida, com tudo que ela contém. Parabéns, Iaiá.... Jesus abençoe essa importante etapa de transiçao prá ela e pro grupo familiar. Um beijo, Cláudia.

    ResponderExcluir
  2. Como nunca sei o que dizer diante da morte, deixo um mudo abraço de solidariedade,
    olimpia

    ResponderExcluir
  3. Somos sempre supreendidos pela turbulência decisiva da perda irreparável.
    Sem ar na garganta seca, deparamo-nos com a velocíssima retrofilmagem dos tempos desde os iniciais até os últimos com a pessoa amada que se vai.
    Desejo que essas passagens lhe façam bem pois nada mais há de para se dizer. Exceto, que voce está aqui conosco e que sua presença sempre será fundamental em nosso coração de amigo.

    ResponderExcluir
  4. Muito dificil dizer alguma coisa.
    A missão foi cumprida! Estava escrito!
    Meu abraco amigo, e minha prece maior!
    Paz!
    Wilma

    ResponderExcluir
  5. Vi um filme muito parecido faz muito pouco tempo e estou de luto sem fim, irmanada com seu sentimento...

    ResponderExcluir